segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Na praia...

Certo dia de Verão, o Cubo foi até à praia nadar, admirar as conchas e fazer muitas outras coisas giras que se pode fazer... De repente, vê um poliedro a afogar-se e foi a correr pedir ajuda ao seu amigo Cone, que era salva-vidas naquela praia. Não o encontrou, pois estava de férias...
- Bolas! Vou ter de agir rapidamente... - pensou o Cubo.
E sem mais hesitações atirou-se à água e nadou até ao poliedro que estava a afogar-se. Surpreendido, viu que era uma linda Pirâmide...
Já em terra, a Pirâmide foi transportada para o hospital, onde ficou algumas horas em observação. Nesse mesmo dia, ela teve alta e, em pensamento, agradeceu ao poliedro que a tinha salvo.
No dia seguinte, já recomposta, decidiu ir passear e admirar a paisagem maravilhosa que o mar é e na esperança de se encontrar com o seu novo amigo. E não é que, a dada altura, ele apareceu, pensativo, a passear à beira-mar...
A Pirâmide, ao vê-lo, aproximou-se dele a sorrir e disse:
- Olá!
- Olá! - respondeu o Cubo, pasmado.
- Foste tu que me salvaste, ontem, certo?
- É verdade! Já estás bem?
- Estou óptima! - respondeu a Pirâmide. - Como te chamas?
- Chamo-me Cubo. E tu?
- Eu chamo-me Pirâmide Quadrangular! Vim até à praia na esperança de te encontrar para te agradecer, pessoalmente, o que fizeste por mim...
- Também eu queria encontrar-te! - interrompeu o Cubo.
- Óptimo! Os nossos desejos realizaram-se! Nada melhor para começarmos uma boa amizade...
O Cubo e a Pirâmide continuaram o seu passeio e alegre conversa. Foi assim que começou a longa amizade entre a Pirâmide Quadrangular e o já loucamente apaixonado Cubo.

Criado por Igor Matias e Márcio Ferreira

DESAFIO: Será que esta amizade acabou em casamento? Em caso afirmativo, quais os poliedros que poderiam ser os filhotes deles? Justifica a tua resposta com base nas suas características físicas.

Nenhum comentário: